A importância da calibração no processo

A importância da calibração no processo

O objetivo deste texto é mostrar a importância da calibração na melhoria do processo produtivo bem como sua interferência direta na qualidade de um produto.

A ISO 9001

A expressão ISO 9000 designa um grupo de normas técnicas que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações em geral, qualquer que seja o seu tipo ou dimensão.

Esta família de normas estabelece requisitos que auxiliam a melhoria dos processos internos, a maior capacitação dos colaboradores, o monitoramento do ambiente de trabalho, a verificação da satisfação dos clientes, colaboradores e fornecedores, num processo contínuo de melhoria do sistema de gestão da qualidade. Aplicam-se a campos tão distintos quanto materiais, produtos, processos e serviços.

A adoção das normas ISO é vantajosa para as organizações uma vez que lhes confere maior organização, produtividade e credibilidade – elementos facilmente identificáveis pelos clientes -, aumentando a sua competitividade nos mercados nacional e internacional.

Por que calibrar?

O que se vê é um crescimento muito grande de empresas adquirindo a norma ISO 9001 a partir do ano 2000, visto isso, não poderíamos deixar de lado o item da norma que aborda o assunto desde texto que é o item 7.6 da norma.

A calibração propriamente dita tem por “definição” garantir que os equipamentos que interferem diretamente na qualidade do produto, sejam controlados metrologicamente, e, é com esse controle que podemos evidenciar efetivamente a melhoria do processo bem como garantir a qualidade do produto.

Um exemplo prático do citado acima é numa empresa que possui um forno industrial, este forno precisa aquecer um material a 150°C constantemente para que o mesmo não esfrie e se solidifique ou aqueça demais e derreta.

Com a calibração conseguimos evidenciar se realmente o forno esta aplicando os 150°C que foram “comandados” ou se possui algum desvio para mais ou para menos.

Isso influi diretamente num processo, visto que, se na calibração, fosse evidenciado que a temperatura estava abaixo do permitido, provavelmente o material estava mais duro que o normal, ou se estava com temperatura alta, estava mais mole que o normal e em ambos os casos alterando a originalidade e a qualidade do produto.

Este caso é um dos muitos que poderiam ser citados aqui, porem a ideia é mostrar a importância da calibração e o quanto ela é importante quando se fala na palavra “custo-benefício”, poderia imaginar qual seria o prejuízo da empresa em perder um lote ou mais de determinado produto porque uma simples temperatura estava errada e nem se sabia? Ou ate mesmo um recal?

O que pude concluir nessas breves palavras é de fato o quanto a calibração agrega ao processo, ao produto e consequentemente também ao cliente final, principalmente quando a palavra final é “custo-benefício” e não se torna apenas um item para cumprimento de um requisito de uma norma.

Igor Rodrigues Assumpção

Signatário responsável (Laboratórios de Massa, Dimensional e Pressão) da Setting Calibrações.

Submeter um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>